Tecnologia em Saúde


A Dra. Cardoso iniciou suas atividades nessa área em 1996, ao assumir o cargo de pesquisadora associada do Núcleo de Informática Biomédica da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde ficou até 2003, quando transferiu suas atividades para o Instituto Edumed para Educação em Medicina e Saúde.

Distribuição e Aplicação de imagens digitais humanas no Ensino - Seu primeiro trabalho na área foi coordenar o Repositório Latino-Americano do Ser Humano Visível (Visible Human), um projeto da National Library of Medicine dos EUA que consistia em uma base de imagens anatômicas e radiológicas de dois seres humanos completos, um homem e uma mulher. O trabalho consistiu em estabelecer essa base em um servidor no Brasil, montado com um auxilio de pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ao NIB, desenvolver um site nacional, e coordenar pesquisas na área, usando as imagens. A Dra Cardoso desenvolveu com sua equipe um atlas anatômico on-line em Java, e realizou reconstruções tridimensionais (3D) do crânio e do cérebro, para uso em publicações eletrônicas e no ensino da saúde.

Criação e Coordenação de sites em Saúde - A Dra. Cardoso aprofundou seus conhecimentos em informática em saúde, participando do Curso de Aprimoramento (Capacitação Docente em Informática em Saúde), ministrado pela UNICAMP em 1997, e colaborando com a docência e desenvolvimento de projetos no NIB e na àrea de Informática Médica da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Realizou também pesquisa e desenvolvimento em colaboração com outras equipes do NIB, na criação do Hospital Virtual Brasileiro, Hospital Veterinário Virtual Brasileiro, Centro Esportivo Virtual e Centro Odontológico Virtual, um conjunto pioneiro de portais da Internet na área da saúde, bem como diversas revistas eletrônicas (veja a seção sobre Divulgação Científica).

Colaboração em projetos de Telemedicina - Na área de telessaúde, participou como pesquisadora na criação de um projeto de telemedicina para a Amazônia, do projeto TeleSmiles, que consiste no uso de videoconferência para a ressocialização de pacientes com doenças mentais, e do projeto Encaminhar, o uso de educação a distância e televideoconferência para a detecção precoce e encaminhamento de escolares com deficiências sensoriais e neurológicas. Ainda na área de aplicações de tecnologias em saúde, desenvolveu a aplicação de reconstruções tridimensionais de objetos anatômicos usando impressão por sinterização, para o ensino de deficientes visuais.

Atualmente participa do desenvolvimento de um projeto internacional de telessaúde em saúde materno-infantil usando tecnologia de telefones celulares.
 
 
 
 
 

 

 
Silvia Helena Cardoso, PhD